Investigadores Associados

Áagnesgnes Judit Szilágyi. Professora Associada com agregação do Departamento de História Mundial Contemporânea da Universidade ELTE, onde é responsável pela área dos países da Península Ibérica e da América Latina.  Doutora em História pela Universidade de Szeged com a tese: A construção da nação e a política da cultura na época do “Estado Novo” brasileiro (1937-1945). É autora de estudos baseados nos “Estados Novos”, português e brasileiro. Contato: csimu@msn.com | http://mta.hu/koztestuleti_tagok?PersonId=14889.

Annarita Gori received her PhD and Doctor Europeu (2012) from the University of Siena. She is currently a Post Doc Research Fellow at Instituto de Ciências Sociais – University of Lisbon. She studies the cultural relationship between Italy and Portugal during the interwar period. She was a Marie Curie Visiting Fellow at ICS-UL (2009) and visiting scholar at Casa Italiana Zerilli Marimò – New York University (2015) and at Centre d’Histoire de Sciences Po (2016). Her work deals above all with the cultural dimension of politics in the National Bulding process: myths, rituals, symbols and cerimonies. She has attended several conferences and meetings in Europe, USA and China. Her most recent publication is: Los Intelectuales Portugueses y el Mito de la Latinidad (1915-1940), with Dr. Almeida de Carvalho, in F. Cobo Romero, C. Hernández Burgos, M. A. del Arco Blanco (eds), Fascismo y Modernismo Politica y Cultura en la Europa de Entreguerras, Granada, Comares, 2016. Contato: annarita.gori@ics.ulisboa.pt

antonicosta

António Costa Pinto is a Research Professor at the Institute of Social Sciences, University of Lisbon, and Professor of Politics and Contemporary European History at ISCTE-IUL, Lisbon. He has been a visiting professor at Stanford University, Georgetown University, a senior associate member at St Antony’s College, Oxford, and a senior visiting fellow at Princeton University and at the University of California, Berkeley. From 1999 to 2011 he has been a regular visiting professor at the Institut d’Études Politiques de Paris. He was president of the Portuguese Political Science Association (2006-2010) and his research interests include authoritarianism, political elites, democratization and transitional justice in new democracies, the European Union, and the comparative study of political change in Southern Europe. He is a regular contributor to the mainstream Portuguese media. Contato: acpinto@ics.ulisboa.pt | http://www.antoniocostapinto.eu/

 ragoAntônio Rago Filho. Professor titular do Centro Universitário Fundação Santo André e Professor titular da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Doutor em História pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Com experiência em Teoria da História, História da Música e História do Brasil pós-1964, atua principalmente em ontologia histórico-imanente de Marx e Lukács, ditadura militar, a Arte de Astor Piazzolla e Pino Solanas, Estética e Revolução social de Espanha. Contato: depaularago@uol.com.br | http://lattes.cnpq.br/9120766131080415

Toronto 025Cláudia Maria Ribeiro Viscardi é Professora Titular do Departamento de História e do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Doutora em História Social e pesquisadora do CNPq. Foi investigadora visitante na Metropolitan Manchester University- Manchester, Reino Unido (2007-2008), na Fundação Casa de Rui Barbosa, Rio de Janeiro (2011-2013) e na Universidade de Lisboa (2015). Foi Pró-Reitora de Pesquisa da UFJF (2002-2006) e Presidente da Seção Regional da Anpuh-MG (2012-2014). É vinculada ao Laboratório de História Política e Social da UFJF (LAHPS) e ao GT de História Política da Anpuh. É pesquisadora das áreas de História política e social do Brasil republicano, com ênfase nos estudos sobre federalismo oligárquico, mutualismo e filantropia e história do pensamento político brasileiro. Contato: claudiaviscardi.ufjf@gmail.com | http://lattes.cnpq.br/5454365509032191.

diego lattesDiego Orgel dal Bosco Almeida. Professor Adjunto I do Departamento de História e Geografia na Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC). Possui Doutorado em História Íbero-Americana pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS). Foi Professor Substituto do Departamento de História da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Possui Graduação e Mestrado em História pela Universidade de Passo Fundo (UPF). No doutorado, desenvolveu projeto vinculado às áreas de História Política, Cultura Política e História das Ideias. No mestrado desenvolveu projeto vinculado às áreas de história política e história da imprensa. É membro do Grupo de Trabalho de História das Ideias da Associação Nacional de História, regional do Rio Grande do Sul (ANPUH-RS). Atua como pesquisador junto ao Grupo de Trabalho Direitas, História e Memória, igualmente registrado junto à ANPUH-RS. Tem interesse nas áreas temáticas ligadas à chamada Era Vargas; História Política do Brasil e do estado do Rio Grande do Sul; Cultura Política no Estado Novo (1937-1945); Questões ligadas às lideranças político-partidárias do trabalhismo brasileiro. Contato: diego_dalbosco@hotmail.com | http://lattes.cnpq.br/2274500856883828.

Diego CunhaDiogo Arruda Carneiro da Cunha. Possui graduação em História pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP, 2001 – 2004), Mestrado em História pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE, 2005 – 2007) e Doutorado em História pela Université de Paris 1 (Panthéon-Sorbonne) (2007 – 2014). Atualmente é Professor Assistente II do curso de História da Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP). Áreas de interesse: História política do Brasil e da América Latina (século XX), história dos intelectuais, história do pensamento social e político brasileiro, história do regime militar brasileiro, história das direitas, conservadorismo.. Contato: diogosy@yahoo.com.br | http://lattes.cnpq.br/2219342114150395

DuncanDuncan Simpson was born in Paris, France. After gaining his BA from the London School of Economics and King’s College London (intercollegiate degree), he obtained his MA and PhD (Calouste Gulbenkian Scholarship) from King’s College London, with a thesis on the relations between the Catholic Church and the Salazarist New State (2011). He has published on the theme in England, France, Brazil and Portugal. In 2014 his thesis was published in Portugal by the Edições 70, under the title A Igreja Católica e o Estado Novo Salazarista. He is a collaboration researcher at the Instituto de História Contemporânea of the Universidade Nova, Lisbon. In 2012/2013 he taught on the Modern and Contemporary History course at the Nova School of Business and Economics (Universidade Nova, Lisbon) and is currently enseignant chercheur (Ater) at the Université de Bretagne Occidentale, France. Contato: duncan.a.simpson@gmail.com.

foto eduEduardo Heleno de Jesus Santos. Professor Adjunto do Departamento de Estudos Estratégicos e Relações Internacionais do Instituto de Estudos Estratégicos da Universidade Federal Fluminense. Doutor em Ciência Política (2015), Mestre em Ciência Política (2009) e jornalista (2006) formado pela Universidade Federal Fluminense. Elabora pesquisas principalmente nos seguintes temas: forças armadas e sociedade, história do jornalismo, ditadura militar, políticas públicas de defesa, relações internacionais e integração sul-americana. Foi correspondente freelancer do El Mundo (2009-2010) e trabalhou no bureau regional da McClachy Newspapers/Miami Herald no Rio de Janeiro (2005-2007). Membro da Rede de Segurança e Defesa da América Latina (Resdal), com sede em Buenos Aires, do Laboratório de Estudos sobre Política Externa (LEPEB) e do Núcleo de Estudos Estratégicos Avançados do Instituto de Estudos Estratégicos da Universidade Federal Fluminense (NEA/INEST-UFF). Contato: eduardoheleno@id.uff.br | http://lattes.cnpq.br/6300904580266667.

Élio Cantalicio Serpa. elioProfessor associado na Universidade Federal de Goiás (UFG). Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq-Nível 2. Pós-Doutor pela Universidade de Coimbra e Universidade de Salamanca. Doutor em História Social pela Universidade de São Paulo (USP). Atua nos seguintes temas: cidade e modernização, cultura, igreja e poder, comemorações, autoritarismos e produção de subjetividades. Contato: ecserpa@gmail.com | http://lattes.cnpq.br/7856851919811733

changFábio Chang de Almeida. Doutor em História pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) com estágio (Junior Visiting Fellow) junto ao Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa (ICS/UL). Tem experiência na área de História Contemporânea com ênfase em História do Tempo Presente, História Oral e História Política atuando principalmente nos seguintes temas: nazismo, fascismo, neofascismo, nacionalismo, direita radical, propaganda política e fontes digitais. É coautor do livro Memórias do III Reich: as lembranças de um jovem soldado alemão e sua vinda para o Brasil. Contato: changbrasil@gmail.com | http://lattes.cnpq.br/6785477466762241

FEDERICO

Federico Finchelstein is Associate Professor of History at the New School for Social Research and Eugene Lang College.  Additionally, he is the Director of the Janey Program in Latin American Studies. He has taught at the history department of Brown University and he received his PhD at Cornell University. Professor Finchelstein is the author of 4 books on fascism, populism, Dirty Wars, the Holocaust and Jewish history in Latin America and Europe. His new book, The Ideological Origins of the Dirty War (2014), focuses on the theory and practice of the fascist idea throughout the twentieth century, analyzing the connections between fascism and the Holocaust, antisemitism, and the military junta’s practices of torture and state violence, with its networks of concentration camps and extermination. His previous book, Transatlantic Fascism (2010), studies the global connections between Italian and Argentine fascism. Contato: finchelf@newschool.edu | http://www.newschool.edu/nssr/faculty.aspx?id=15962

fernandoperlattoFernando Perlatto Bom Jardim. Professor Adjunto de História Contemporânea do Departamento de História da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Pesquisador do Laboratório de História Política e Social (LAHPS/UFJF) e Pesquisador do Centro de Estudos Direito e Sociedade (CEDES/PUC-Rio). Doutor em Sociologia pelo Instituto de Estudos Sociais e Políticos (IESP-UERJ). Foi Pesquisador Visitante do Institute for Public Knowledge, associado à New York University (IPK-NYU). Tem experiência na área de História Contemporânea, Sociologia e Ciência Política, com destaque para as seguintes temáticas: democracia, autoritarismo, esfera pública, associativismo, movimentos sociais, intelectuais e pensamento social brasileiro. Contato: fperlatto@yahoo.com.br | http://lattes.cnpq.br/0034833639438787

Francisco Carlos Palomanes Martinho.palomanes Professor Livre-docente na área de História Ibérica do Departamento de História da Universidade de São Paulo. Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq – Nível 1D. Possui Pós-doutorado pela Universidade de São Paulo e pelo Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa (ISCTE). Doutor em História Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Atualmente desenvolve pesquisas no campo da História Política, com ênfase para os regimes corporativos e autoritários. A pesquisa atual tem como objetivo a elaboração de uma biografia do intelectual e político português Marcello Caetano. Contato: fcpmartinho@gmail.com | http://lattes.cnpq.br/0002832763867853

FranciscoCTeixeira

Francisco Carlos Teixeira da Silva. Doutor em História pela Universidade Federal Fluminense com estágio de pesquisa na Universidade Livre de Berlim. Possui Pós-Doutorado em História Política e Social na USP, na Universidade Técnica de Berlim (TU Berlin, bolsista Capes/DAAD) e na Universidade Livre de Berlim (TU Berlin/Bolsista Capes/DAAD), Alemanha. Foi Professor Adjunto da Unibersidade Federal Fluminense e Professor Titular da Universidade Federal do Rio de Janeiro. É Professor Emérito do Programa de Pós-Graduação Em Assuntos Militares, da ECEME/Ministério da Defesa. É detentor das medalhas do Mérito Naval, de Amigo da Marinha, da Ordem de Tamandaré e do Pacificador. Principais publicações: Conflitos e das Guerras: O Século Sombrio, Enciclopédia de Guerras e Revoluções do Século XX; O Brasil na Segunda Guerra Mundial, Terrorismo na América do Sul, Atlântico, a história de um ocean), tendo recebido o Prêmio Jabuti de 2014; Instituições na América do Sul e Novas e Velhas Direitas: a atualidade de uma polêmica. Suas pesquisas são desenvolvidas principalmente na busca do entendimento da relação do autoritarismo na contemporaneidade. Contato: chicotempo@uol.com.br | http://lattes.cnpq.br/3621401615186277


11939359_1037483729596253_191324403_o
Gilberto Grassi Calil. 
Professor Adjunto da Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Doutor em História Social pela Universidade Federal Fluminense e Pós-Doutorado na Universidade do Porto. Tem experiência na área de História, com ênfase em História do Brasil República, atuando principalmente nos seguintes temas: hegemonia, luta de classes, estado e poder, ditadura, fascismo e integralismo. Atua também nas seguintes áreas: História da América Latina; História Contemporânea e Teoria e Metodologia da História. Autor de Integralismo e hegemonia burguesa: a intervenção do PRP na política brasileira, 1945-1964 e O integralismo no pós-guerra: a formação do Partido de Representação Popular, 1945-1950. Contato: gilbertocalil@uol.com.br | http://lattes.cnpq.br/0788316404695058.

Gizele Zanotto. Doutora em História Cultural pela Universidade Federal de Santa Catarina e Pós-Doutorado pela Universidad de Buenos Aires. Professora em História da Universidade de Passo Fundo. Coordenadora do Curso de História, do Núcleo de Estudos de Memória e Cultura (NEMEC), do Arquivo Histórico Regional (AHR) e vice-coordenadora do Grupo de Trabalho de História das Religiões e Religiosidades da ANPUH no Rio Grande do Sul (2014-2016). Autora de Tradição. Família e Propriedade (TFP): as idiossincrasias de um movimento católico no Brasíl (1960-1995). Contato: gizezanotto@gmail.com | http://lattes.cnpq.br/6880337569075966.

Gustavo AlonsoGustavo Alves Alonso Ferreira. Doutor em Historia pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Autor de Cowboys do Asfalto: música sertaneja e modernização brasileira (2015), tese publicada pela editora Civilização Brasileira. Fez doutorado-sanduíche na Ecole des Hautes Etudes en Sciences Sociales (Paris-França). Mestre pela UFF, a dissertação de mestrado foi publicada sob o título de Simonal: quem não tem swing morre com a boca cheia de formiga, pela Editora Record em 2011. De 2014 a 2015 foi bolsista de pós-doutorado na Unisinos/RS. Em 2014 fez pós-doutorado na Universidad de Buenos Aires (UBA). De agosto de 2012 a janeiro de 2014 foi bolsista de fixação de doutor da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA). Foi professor temporário do Depto. de História da Universidade Federal Fluminense (UFF) entre julho de 2011 e agosto de 2012. Tem experiência na área de História, com ênfase em História do Brasil República, música popular, História Cultural e Cultura de Massa. Contato: gustavoalonsoferreira@gmail.com | http://lattes.cnpq.br/4307163965541129.

bertonhaJoão Fábio Bertonha. Doutor em História pela Universidade Estadual de Campinas. Livre Docente em História pela Universidade de São Paulo e Pós Doutorados pela Università di Roma e pela Universidade de São Paulo. Atualmente é visiting fellow na European University Institute, a Universidade da União Europeia, em Florença. É Professor na Universidade Estadual de Maringá (UEM) e Pesquisador do CNPq. Foi pesquisador visitante na Inglaterra, França, Bélgica, Argentina e Uruguai. Autor de Sobre a direita: estudos sobre o fascismo, o nazismo e o integralismo O fascismo e os imigrantes italianos no Brasil. Contato: fabiobertonha@gmail.com | http://joaofabiobertonha.com.

z

José Pedro Zúquete. Trabalha no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa. Zúquete foi pesquisador visitante no Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (IESP-UERJ). Zúquete dedica a sua pesquisa ao extremismo político, de esquerda e de direita, aos nacionalismos, aos messianismos políticos, assim como aos estudos históricos e comparativos dos movimentos de antiglobalização. Zúquete publicou em 2015 The New Frontiers of Right-Wing Nationalism (Journal of Political Ideologies). Contato: jose.zuquete@ics.ulisboa.pt  |  http://www.ics.ul.pt/instituto/?ln=p&pid=189&mm=5&ctmid=2&mnid=1&doc=31809901190.

GTKeila Auxiliadora Carvalho. Professora Adjunta de História do Brasil na Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM). Doutora em História Social pela Universidade Federal Fluminense (UFF), com tese defendida na área de políticas públicas no Brasil Republicano. Líder do grupo de pesquisa Centro de Estudos do Mundo Atlântico (CEMA). Atualmente desenvolve pesquisa que procura articular os escritos autobiográficos de Juscelino Kubistchek (a escrita de si), aos espaços (ou lugares de memória) construídos para perpetuar uma determinada memória, tanto pública quanto privada, do ex-presidente – cuja maior expressão é a ideia de democracia -, e, partir disso, investigar as apropriações dessa memória, sobre “o político democrático”, pela cultura política brasileira na contemporaneidade. Tem experiência na área de História do Brasil Contemporâneo, com destaque para os temas: cultura política, memória, identidade, modernização, políticas públicas. Contato: keilaacarvalho@gmail.com | http://lattes.cnpq.br/8382625378465281.

Li lattesLívia Gonçalves Magalhães. Possui licenciatura e bacharelado em História pela Universidade Federal Fluminense (2005), período em que foi bolsista por dois anos do CNPQ. Defendeu sua tese de mestrado pelo Centro de Estudos Latinoamericanos da Universidad Nacional de San Martín (Argentina, 2008). Durante o período em que cursou na Argentina, foi pesquisadora e participou do grupo de estudos “Violência Política”, na mesma universidade, e foi também bolsista da Secretaria de Cultura da Nação Argentina. Em 2010 publicou o livro Histórias do Futebol, pelo Arquivo Público do Estado de São Paulo, e no mesmo ano passou a escrever como colaboradora no blog “Clube da Bolinha, por Luluzinhas”, que venceu um concurso e foi publicado pela Editora Singular. Em 2009 iniciou o doutorado em História Social na UFF, e em 2011 cursou o doutorado sanduíche no Science Po em Paris com uma bolsa concedida pela CAPES. Entre 2011 e 2013 foi bolsita do programa REUNI. Defendeu sua tese em 2013, e a mesma foi contemplada no mesmo ano com o edital de editoração da Faperj e publicado em 2014 pela editora Lamparina, com o título Com a taça nas mãos: sociedade, Copas do Mundo e ditaduras no Brasil e na Argentina. Desde 2014 é pós-doutoranda na Universidade Estadual de Montes Claros. Atualmente é editora da Revista Contemporânea, do Núcleo de Estudos Contemporêneos, da UFF, grupo do qual também é pesquisadora. É especialista em ditaduras civil-militares e futebol na América do Sul. Contato: livinhagm@gmail.com | http://lattes.cnpq.br/2869043796354741.

photoLucia Grinberg Professora da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), Doutora em História pela Universidade Federal Fluminense (2004), possui graduação e mestrado em História pela mesma instituição. É Secretaria Geral da Associação Brasileira de História Oral (ABHO).Tem experiência na área de História do Brasil republicano, atuando principalmente nos seguintes temas: representação política, cultura política e partidos políticos. É autora de Partido político ou bode expiatório: um estudo sobre a Aliança Renovadora Nacional (Arena), 1965 – 1979. (Mauad X/FAPERJ, 2009). Contato: luciagrinberg@gmail.com | http://lattes.cnpq.br/6642237718963927.

Luciano Aronne Abreu. Professor do Programa de Pós-graduação em História da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PPGH/PUCRS). Doutor em Estudos Históricos Latino Americanos pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos. Tem experiência na área de História, com ênfase em História do Brasil República, atuando principalmente nos seguintes temas: História do Rio Grande do Sul, Era Vargas e Autoritarismo. É autor de Getúlio Vargas: a construção do mito Um Olhar Regional sobre o Estado Novo e organizador, entre outros trabalhos, de Autoritarismo e Cultura Política, Segunda Legalidade: registros históricos e jornalísticos e De Vargas aos Militares: autoritarismo e desenvolvimento econômico no Brasil. Contato: luciano.abreu@pucrs.br | http://latttes.cnpq.br/7966762795492151. 

AppleMark

Luis Edmundo de Souza Moraes. Doutor em História pelo Centro de Pesquisas Sobre o Antissemitismo da Universidade Técnica de Berlim. Atualmente é Professor Associado de História Contemporânea do Departamento de História e do Programa de Pós Graduação em História da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). É coordenador do Núcleo de Estudos da Política da UFRRJ (NUEP/UFRRJ) e professor visitante associado da da Universidade Nacional de San Luiz (Argentina), com atuação como professor visitante nas Universidades Leopold-Franzens de Insbruck (Áustria), e na Universidade Hebraica de Jerusalém (Israel). Desenvolve pesquisas com problemas relativos à política, à memória e aos usos do passado, principalmente em relação ao Nacional Socialismo e à suas políticas de Extermínio, a movimentos de extrema-direita no tempo presente, em particular aqueles ligados à negação do holocausto e a problemas relativos ao fenômeno nacional e ao antissemitismo. Além de artigos, é autor de Konflikt und Anerkennung: Die Ortsgruppen der NSDAP in Blumenau und in Rio de Janeiro. Berlim: Metropol Verlag (2005) e co-organizador de Tradições e Modernidades. Rio de Janeiro: Editora FGV, (2010). Contato: poshistoriarural@gmail.com | http://lattes.cnpq.br/7497301779570000

Luiz MarioLuiz Mário Ferreira Costa. Doutor em História pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Pesquisador do Laboratório de História Política e Social (LAHPS/UFJF). Especialista em história da Maçonaria e da Antimaçonaria no Brasil. Atualmente desenvolve pesquisas no âmbito da história contemporânea com ênfase nas seguintes temáticas: autoritarismos, tradicionalismos, intelectuais, mitologias políticas e história transnacional Brasil/Portugal. Contato: luizmariofc@gmail.com | http://lattes.cnpq.br/6396865353135764

marcosMarcos Paulo dos Reis Quadros. Graduado em Ciência Política, Especialista em História do Brasil Contemporâneo, Mestre e Doutor em Ciências Sociais (PUCRS/UCP-IEP – Lisboa). Coordenador de Graduação da Faculdade da Serra Gaúcha (FSG), onde também atua como professor nos cursos de Ciência Política, Direito e Relações Internacionais. Pesquisador do Centro de Análises Econômicas e Sociais (CAES) e membro do Centro Brasileiro de Pesquisas em Democracia (CBPD/PUCRS). Temas de interesse: filosofia política, conservadorismos e demais pensamentos associados às “direitas”, influxo de apelos religiosos na política, sociologia política e análise de política internacional. Contato: marcosrq@hotmail.comhttp://lattes.cnpq.br/3461911196519130

marcalMarçal de Menezes Paredes. Doutor em História pela Universidade de Coimbra, Portugal e Pós-Doutor pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Professor do Departamento de História e do Programa de Pós-Graduação em História da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PPGH/PUCRS). Tem experiência na área História Intelectual e das Ideias; História Contemporânea, especialmente focado na construção das Nações, dos Nacionalismos e das identidades Nacionais no contexto das relações entre Portugal, Brasil e África Lusófona. Contato: marcal.paredes@pucrs.br | http://lattes.cnpq.br/3045569204606196

Inu00E1ciaRezolaBMaria Inácia Rezola. Doutora em História pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (especialidade História Institucional e Política Contemporânea). Actualmente é Professora Adjunta na Escola Superior de Comunicação Social do Instituto Politécnico de Lisboa, onde integra o Conselho Científico do Mestrado em Jornalismo e a Comissão Executiva do Doutoramento em Ciências da Comunicação (ISCTE-ESCS) e investigadora do Instituto de História Contemporânea da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (IHC-FCSH/UNL. Tem uma ampla experiência no domínio da investigação, tendo dirigido e integrado numerosas equipas de trabalho em colaboração com diferentes instituições. Autora de 25 de Abril – Mitos de uma Revolução e O Sindicalismo Católico no Estado Novo Contato: rezola@yahoo.com | http://www.ihc.fcsh.unl.pt/pt/ihc/investigadores/item/1211-mirezola

marlyMarly de Almeida Gomes Vianna. Professora aposentada pela Universidade Federal de São Carlos (UFSC) e atualmente é professora de Pós-Graduação em História do Brasil da Universidade Salgado de Oliveira (PPGHB/UNIVERSO). Doutora em História Social pela Universidade de São Paulo (USP). Investiga principalmente os seguintes temas: partidos políticos, movimentos sociais, tenentismo, pensamento de esquerda no Brasil: história do Partido Comunista Brasileiro, socialismo e anarquismo. É autora e organizadora, entre outros trabalhos, de Revolucionários de 1935: sonho e realidade, pão, terra e liberdade – Memória do Movimento Comunista de 1935 Presos Políticos e perseguidos estrangeiros na Era Vargas. Contato: magvianna@uol.com.br | http://lattes.cnpq.br/0794084188830088.

MarceloMaurício Parada. Possui graduação em História pela Universidade Federal Fluminense (1988), mestrado em História Social da Cultura pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1994) e doutorado em História Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2003). Atualmente é professor do quadro principal do departamento de História da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.  Atua na área de História Moderna e Contemporânea e é tutor do Programa de Ensino Tutorial (PET). Os principais interesses de pesquisa estão voltados paras os seguintes temas: exílios , intelectuais e identidade nacional. Organizou o livro Fascismos, foi um dos organizadores da coletânea História da Política Autoritária e é autor de Educando Corpos e Criando a Nação. Contato: mparada@ig.com.br | http://lattes.cnpq.br/3496123001709391.

Méri Frotscher. Professora Associada da Universidade Estadual do Oeste do Paraná, onde atua nos cursos de graduação e pós-graduação em História. Doutorado em História Cultural pela UFSC (2003) com estágio de pesquisa (Doutorado Sanduíche) junto à Universidade Católica de Eichstätt, Alemanha. Está pós-doutoral na Universidade Livre de Berlim – Instituto Latinoamericano (2010-2011). Foi vice-presidente da Associação Brasileira de História Oral (Gestão 2014-2016). Bolsista PQ/CNPq. Temas de pesquisa e publicações: Estado Novo e Campanha de Nacionalização do Vale do Itajaí – SC; alemães no Brasil; nacional-socialismo; Segunda Guerra Mundial; migrações alemãs para o Brasil, memória, história oral, narrativa autobiográfica. Contato: merikramer@hotmail.com | http://lattes.cnpq.br/6119252241515525.

NatáliaNatália de Santanna Guerellus. É pós-doutoranda na École des Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS/Paris). Formou-se em História pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) e defendeu os trabalhos de mestrado e doutorado na Universidade Federal Fluminense (UFF). Suas pesquisas, financiadas pelo Sesu/MEC, pelo Cnpq e pela CAPES em diferentes momentos, procurou traçar uma biografia intelectual da escritora cearense Rachel de Queiroz. Deste trabalho resultaram o livro “Regra e Exceção: Rachel de Queiroz e o campo literário dos anos 1930” (Rio de Janeiro: 7letras, 2013) e a tese: “Como um Castelo de cartas: culturas políticas e a trajetória de Rachel de Queiroz (1910-1964)”, entre outros artigos e participações em congressos. Áreas de interesse: História da escrita de autoria feminina no Brasil; História social da literatura brasileira; História política contemporânea; Biografia intelectual. Contato: nataliaguerellus@gmail.comhttp://lattes.cnpq.br/6555068057213887.

NiloNilo Dias de Oliveira. Doutor em História Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Integrante do Centro de Estudos de História da América Latina (CEHAL) e do Núcleo de Estudos de História: trabalho, ideologia e poder (NEHTIP), da PUC-SP. Participante do Grupo de Pesquisa: Centro de Estudos de História da América Latina do Tocantins e do GT Regional ANPUH Seção São Paulo: Direitas, História e Memória. Foi professor contratado da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo na área de História e Relações Internacionais e atualmente é professor de História Contemporânea e do Brasil no Instituto Sumaré de Educação Superior (ISES). É pesquisador das áreas de História política e social do Brasil republicano, com ênfase nos estudos sobre as Forças Armadas e serviços de inteligência. Contato: nilodiasoliveira@gmail.com | http://lattes.cnpq.br/9147322814165779.

olgaOlga Echeverria. Profesora Adjunta (Universidad Nacional del Centro de La Provincia de Buenos Aires). Investigadora Adjunta CONICET. Doctora en Historia (Universidad Nacional del Centro de la Provincia de Buenos Aires). Especialista en el estudio de los intelectuales de Derechas. Sus investigaciones se centran en el estudio de los intelectuales de derecha y sus perspectivas sobre la nación, la democracia y los sectores populares. Actualmente se encuentra estudiando, desde una perspectiva comparada, a las derechas de Argentina y el Uruguay. Contato: olgaecheverria23@gmail.com | http://www.unicen.edu.ar/iehs/Olga%20Echeverria.html

compagnon

Olivier Compagnon. Professeur d’histoire contemporaine à l’Institut des hautes études de l’Amérique latine, université de Paris-III-Sorbonne nouvelle. Doctorat en histoire contemporaine, Université Paris 1 Panthéon-Sorbonne. Habilitation à diriger des recherches en histoire contemporaine, Université Paris Panthéon-Sorbonne. Champs de recherche: Histoire politique et culturelle de l’Amérique latine au XXe siècle. Histoire comparée; L’Amérique latine et la Première Guerre mondiale; Circulation transnationale des savoirs et des pratiques culturelles; Le catholicisme latino-américain au XXe siècle. Sélection de publications: L’adieu à l’Europe. L’Amérique latine et la Grande Guerre (Argentine et Brésil, 1914-1939). Traduit en portugais: O Adeus à Europa. A América Latina e a Grande Guerra (Argentina e Brasil, 1914-1939). Traduit en espagnol: América Latina y la Gran Guerra. El adiós a Europa (Argentina y Brasil, 1914-1939). Contato: olivier.compagnon@gmail.com | http://www.iheal.univ-paris3.fr/fr/annuaire-profil/compagnon-olivier.

SL382074Paula Borges Santos. Doutora em História Contemporânea pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (FCSH-UNL).É investigadora do Instituto de História Contemporânea (IHC) da FCSH-UNL, onde coordena o Grupo de Investigação Justiça, Regulação e Sociedade. É investigadora do Centro de Estudos de História Religiosa da Universidade Católica Portuguesa (CEHR-UCP). Desenvolve atualmente, no âmbito do Instituto de História Contemporânea (IHC) da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (FCSH-UNL) e do Centro Studi sull’Europa Mediterranea (CSSEM) da Università di Viterbo (UV- Itália), com o apoio da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, o seu projecto de pós-doutoramento, designado: As câmaras de representação política nos Estados autoritários e fascista: Portugal, Espanha e Itália (1922-1976). Contato: paula.borges.santos@fcsh.unl.pt | http://www.ihc.fcsh.unl.pt/pt/ihc/investigadores/item/1225-pbsantos 

pedro_ernestoPedro Ernesto Fagundes. Professor da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Doutor em História Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Membro da Comissão de Altos estudos do Memória Reveladas – Centro de Referência das Lutas Políticas do Brasil (1964-1985). No momento ocupa o posto de Coordenador da Comissão da Verdade da UFES. Tem interesse nos seguintes temas: Ditadura Militar Brasileira; Órgãos de repressão e informação; Universidade e repressão política; História Política do Espírito Santo. Contato: pefagundes@uol.com.br | http://lattes.cnpq.br/4463264638076544

AthaidesRafael Athaídes. Possui graduação em História pela Universidade Estadual de Maringá (2004), mestrado em Historia pela mesma instituição (2007) e doutorado em História pela Universidade Federal do Paraná. Atualmente é Professor Adjunto da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campus de Três Lagoas. Tem experiência na área de História, com ênfase em História do Brasil República e História Contemporânea. Desenvolve pesquisas sobre temas ligados aos fascismos, em especial o Integralismo. Contato: rafael.athaides@gmail.comhttp://lattes.cnpq.br/5569750540303118.

Banca EnzoRafael Machado Madeira. Professor adjunto do Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais da PUCRS. Membro do Centro Brasileiro de Pesquisas em Democracia – CBPD/PUCRS. Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1998), mestrado em Ciência Política pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2002), estágio de doutorando no exterior (Florida International University, 2004), doutorado em Ciência Política pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2006) e pós-doutorado pela École des Hautes Études en Sciences Sociales – EHESS. Vinculado aos grupos de pesquisa (CNPq): Partidos e coligações eleitorais na nova democracia brasileira; Partidos, Eleições e Comportamento Político; e Instituições Políticas Comparadas. Tem experiência na área de Ciência Política, atuando principalmente nos seguintes temas: história da Ciência Política no Brasil; partidos políticos e sistemas partidários; análise de carreiras/trajetórias políticas nos períodos autoritário e democrático; análise de manifestos partidários. Contato: rafael.madeira@pucrs.br | http://lattes.cnpq/8183364643409377.

renata

Renata Duarte Simões. Professora da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Doutorado em História da Educação e Historiografia pela Universidade de São Paulo (USP) e Pós-doutora pela Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (USP) com a pesquisa Educação Física e Treinamento Paramilitar: ‘modelos’ e prescrições de Francisco de Assis Hollanda Loyola para a Ação Integralista Brasileira. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Métodos e Técnicas de Ensino, atuando principalmente nos seguintes temas: Educação Física, Dança, Gênero, Educação, Ação Integralista Brasileira e Periódicos. É organizadora de Entre tipos e recortes: histórias da imprensa integralista (2 volumes). Contato: renasimoes@hotmail.com | http://lattes.cnpq.br/1114035410099626.

rene_ernani_gertzRené Ernani Gertz. Doutor em Ciência Política pela Freie Universität Berlin – FUB, onde também fez estágio de pós-doutorado. Professor Titular na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) e Professor Associado (aposentado) pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Seus trabalhos se referem, sobretudo, à História do Brasil-República, com interesse especial por aspectos políticos do processo de imigração e colonização no sul do Brasil, por integralismo, por nazismo, por germanismo, por neonazismo, por protestantismo, por preconceitos étnicos e religiosos, pela política gaúcha do período em torno do Estado Novo (1937-1945). Além disso, tem dedicado atenção à historiografia alemã contemporânea. Contato: gertz@pucrs.br | http://www.renegertz.com

Ricardo Castro

Ricardo Figueiredo de Castro. Doutor em História Social pela Universidade Federal Fluminense (UFF) com tese sobre o movimento antifascista brasileiro nos anos 1930. Professor de História Contemporânea no Instituto de História da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e Coordenador do Laboratório de Estudos do Tempo Presente – TEMPO (http://www.tempopresente.historia.ufrj.br). Tem experiência na área de História Social e Política, atuando principalmente na história política brasileira do século XX, com ênfase nas esquerdas brasileiras (comunistas e trotskistas, principalmente). Atualmente desenvolve pesquisa sobre a relação entre o Conspiracionismo (Conspiracy Theory) e o Negacionismo do Holocausto com as Direitas.       Contato: rfdcastro@historia.ufrj.br | http://lattes.cnpq.br/2733727607028644.

unnamedRicardo Mendes. Professor Adjunto de História da América no Departamento de História e Coordenador do curso de Doutorado do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Possui Mestrado em História Social Pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1996), Doutorado em História pela Universidade Federal Fluminense (2003) e Pós-Doutorado em História da América pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2008) com bolsa FAPERJ. Atualmente desenvolve trabalhos de pesquisa cujo foco central são as direitas no cone sul, abordando aspectos como a memória sobre os regimes civil-militares, representações da imprensa conservadora sobre a Revolução Cubana e cultura política das direitas nos anos 1960 e 1970. Atua principalmente nos seguintes temas: direitas, regimes militares, América Latina, cinema e memória. Contato: rasmric@oi.com.br | http://lattes.cnpq.br/8588855890861557

Rita Carvalho 2011Rita Almeida de Carvalho. Doutora em História pela Universidade Nova de Lisboa. Tem participado em diversos projectos de investigação sobre o período do Estado Novo, designadamente na coordenação da Inventariação dos Arquivos do Ministério do Ultramar. Foi ainda membro da equipa de investigadores dos projectos “Political Decision-Making in Fascist Era Dictatorships” e “A Igreja Católica e o Estado Português no Século XX”. Entre os estudos publicados, destacam-se: A concordata de Salazar e Correspondência António de Oliveira Salazar e Manuel Gonçalves Cerejeira (1928-1968). Contato: rita.carvalho@ics.ul.pt | http://www.ics.ul.pt/instituto/?ln=p&pid=202&mm=5&ctmid=2&doc=31809901190.

caldeiraRodrigo Coppe Caldeira. Doutor em Ciências da Religião pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Professor do Programa de Pós-graduação em Ciências da Religião da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PPGCR-PUC-Minas). Tem experiências em História do catolicismo moderno e contemporâneo, atuando principalmente nos seguintes temas: Vaticano, Santa Sé, história do cristianismo, papado, Concílio Vaticano II, pós-concílio, recepção conciliar, hermenêutica do concílio, conservadorismo católico, tradicionalismo, catolicismo brasileiro, liberdade religiosa, laicidade. Autor de Os baluartes da tradição: o conservadorismo católico brasileiro no Concílio Vaticano II. Contato: rodrigocoppe@gmail.com | http://lattes.cnpq.br/4994992579986152

photo.jpgRodrigo Garcia Schwarz. Brasileiro e espanhol é Juiz Titular da 13ª Vara do Trabalho da Zona Sul de São Paulo, Professor Doutor do Programa de Pós-graduação (Mestrado) em Direito da Universidade do Oeste de Santa Catarina (UNOESC) e Professor Colaborador do Programa de Pós-graduação (Mestrado e Doutorado) em Política Social da Universidade Católica de Pelotas (UCPEL), Doutor em Direito (Direito do Estado) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (Brasil), Doutor em Direito (Direito do Trabalho e da Seguridade Social) pela Universidad de Castilla-La Mancha (Espanha) e Doutor em História (História Social) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (Brasil), com passagens pós-doutorais na Universidad Nacional de Córdoba (Argentina), na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (Brasil), na Universidad de Manizales (Colômbia), na Fundación Centro Internacional de Educación y Desarrollo Humano (Colômbia) e na Universidade de Coimbra (Portugal). Atua na área do Direito, com ênfase em Direitos Humanos (Direitos Sociais), em Direito do Trabalho e da Seguridade Social e em História dos Direitos Sociais. Tem livros publicados no Brasil, na África do Sul, na Costa Rica, na Espanha, nos Estados Unidos, na Inglaterra e no México. Como Professor Doutor do Programa de Pós-graduação (Mestrado) em Direito da Universidade do Oeste de Santa Catarina (UNOESC), desenvolve, na linha de pesquisa “Direitos Fundamentais Sociais: Relações de Trabalho e Seguridade Social”, em especial, as questões concernentes à liberdade sindical, ao trabalho forçado, ao trabalho infantil e à discriminação em matéria de emprego e ocupação, nos projetos “Direito Fundamental ao Trabalho Digno” e “Mecanismos de Efetivação do Direito Fundamental ao Trabalho Digno. Contato: rgschwarz@gmail.com | http://lattes.cnpq.br/7357769919051902.

SamantaSamantha Viz Quadrat. Possui Graduação em História pela Universidade Federal Fluminense (1995), Mestrado em História Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2000) e Doutorado em História pela Universidade Federal Fluminense (2005). Atualmente é Professora Associada de História da América Contemporânea da Universidade Federal Fluminense, onde atua no Núcleo de Estudos Contemporâneos e no Núcleo de Pesquisa História e Ensino das Ditaduras, é vice-coordenadora do Programa de Pós-Graduação em História da UFF. Tem experiência  na área de História Latino-Americana, com ênfase nas últimas ditaduras militares, atuando principalmente nos seguintes temas: memória, violência política, direitos humanos, ensino de História e juventudes. Contato: samantha.quadrat@gmail.com | http://lattes.cnpq.br/3677327042198821

FotoTatiana Poggi. Professora de História Contemporânea na Universidade Federal Fluminense (UFF). Doutora em História Social pela UFF, investigando a história dos movimentos conservadores nos EUA, em especial das organizações neofascistas. Atualmente, desenvolve pesquisa sobre crimes de ódio no mundo contemporâneo, abordando a expansão desse tipo de violência nos países centrais, a partir da comparação dessa realidade nos EUA, Alemanha e Inglaterra.Tem experiência na área de História Contemporânea, trabalhando principalmente com história dos EUA, movimentos conservadores, fascismo e neofascismo, neoliberalismo e relações internacionais. Contato: tatiana.poggi@gmail.com | http://lattes.cnpq.br/9758815979334406

TATYANATatyana de Amaral Maia. Doutora em História pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro e Pós-Doutorado pela Universidade Federal Fluminense. Tem experiência na área de História do Brasil República e História Contemporânea, atuando principalmente nos seguintes temas: intelectuais, cultura, memória, ditaduras e ensino de História. É pesquisadora colaboradora do Centro de Investigação Transdisciplinar Cultura, Espaço, Memória (CITCEM) da Universidade do Porto. Professora Adjunta I do Programa de Pós-Graduação em História Social da Universidade Severino Sombra (USS). Pós-doutoranda na Universidade do Porto/Portugal. Autora de Cardeais da cultura nacional: o Conselho Federal de Cultura na ditadura civil-militar (1967-1975). Contato: tatyanamaia@yahoo.com.br  | http://lattes.cnpq.br/4579698936425962.

Vinícius Aurélio Liebel. Doutor em Ciência Política na linha de pesquisa “Politik und Kultur” no Instituto Otto-Suhr da Universidade Livre de Berlim (FU-Berlin), com bolsa integral do DAAD (Deutscher Akademischer Austauschdienst). Pós-Doutor em História pela Universidade de São Paulo (USP) e pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Tem experiência na área de História Política, História Contemporânea, História Cultural do Político e Ciência Política, atuando principalmente nos seguintes temas: Totalitarismo, Nazismo, Fascismo, Democracia e Cultura e Poder. Possui experiência também em Metodologias de Pesquisa Qualitativas, em especial no Método Documentário, e em História do Brasil Republicano, com ênfase no período do Estado Novo. Autor de Politische Karikaturen und die Grenzen des Humors und der Gewalt – Eine dokumentarische Analyse der nationalsozialistischen Zeitung. Contato: v.liebel@uol.com.br | http://lattes.cnpq.br/6576515023904018

xnunezseixasXosé M. Núñez Seixas (Ourense, Galicia, 1966) studied at the universities of Santiago de Compostela and Dijon, and obtained his Ph. D. at the European University Institute in Florence (1992). He is currently Full Professor of Modern History at the University of Santiago de Compostela (on leave), and since October 2012 also Full Professor of Modern European History at the Ludwig-Maximilian University, Munich. He has been Visiting Scholar at the Universities of Bielefeld, Freiburg, Paris X, Paris VII, Zentrum für zeithistorische Forschung Postdam, Rennes, City University of New York and Stanford University. His work focuses on comparative history of nationalist movements and national and regional identities in Europe and Spain, as well as on the analysis of overseas migration from Spain to Latin America, and the study of modern war and war experiences in the twentieth century.  Currently, he is working on the history and memory of the Spanish Blue Division at the Eastern Front (1941-44), and he is also writinga comparative monograph on Regionalism, local identity and Dictatorship in Hitler’s Germany and Franco’s Spain. Contato: xoseml.nunez@lrz.uni-muenchen.de | http://www.ngzg.geschichte.uni-muenchen.de/personen/ls_baumeister/nunez_seixas/index.html

WederWeder Ferreira da Silva. Atualmente desenvolve pesquisa de pós-doutoramento na Universidade Federal Fluminense e Université Paris-Est Marne-La-Vallée. Em 2014 concluiu a pesquisa de Doutoramento em História Social pelo Instituto de História da UFRJ. Possui mestrado em História pela UFOP e bacharelado e licenciatura em História pela Universidade Federal de ViçosaContato: weder.socialrj@gmail.com | http://lattes.cnpq.br/7351318352434054.

wbWerner Bonefeld is a Professor at the Department of Politics, University of York (UK). Before going to York he taught at the Universities of Edinburgh and Frankfurt. More recently he conducted post-graduate seminars on critical theory and the critique of political economy at the Universities of Puebla and Buenos Aires. He is a member of the Advisory Board The Cooperative Institute for Transnational Studies and a member of the Critical Theories of Antisemitism Network. He has published on critical theory, including Benjamin and Adorno, antisemitism, authoritarian liberalism and ordoliberalism, human dignity, and the critique of political economy. He is the author of Critical Theory and the Critique of Political Economy (2014) and Notes from Tomorrow (2015). Contact: werner.bonefeld@york.ac.uk | https://www.york.ac.uk/politics/people/werner-bonefeld/.